O auxílio da Nuvem na digitalização do Poder Judiciário

mar 7

O auxílio da Nuvem na digitalização do Poder Judiciário

O sistema judiciário brasileiro sempre foi muito dependente do uso excessivo de papel, principalmente pelos juízes lotados de documentos, nos tribunais e varas da Justiça. É comum se deparar com advogados abarrotados de processos impressos, o que, naturalmente, gera um custo abissal, causado pela quantidade excessiva de papel utilizado.

Este cenário está mudando, o Poder  Judiciário no Brasil vem passando por um processo de migração para o ambiente digital (já falamos sobre a migração para nuvem, clique aqui para ler) que inclui ações pontuais de modernização, resultando na aceleração dos processos, na agilidade, clareza e suavizando a dependência da estrutura física. Os sistemas eletrônicos favorecem a substituição dos documentos físicos, antes impressos em papel e agora documentos digitais.

Essa transformação digital no Poder Judiciário está embasada na Lei Federal nº 11.419, que determina o uso do meio eletrônico na tramitação de processos judiciais. A legislação se aplica aos processos civil, penal e trabalhista, bem como aos juizados especiais, em qualquer grau de jurisdição do território nacional.

JUDICIÁRIO CONTA COM O APOIO DA NUVEM

A computação em nuvem desempenha um papel de protagonismo neste processo, uma vez que desempenha importante papel e facilita a realização do trabalho de transformação digital. Um exemplo claro é o da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), processada em formato digital com aplicação segura, auxiliada pelo ambiente de Cloud Computing.

A legislação regulamentou o uso do meio eletrônico pelo judiciário para qualquer forma de armazenamento ou tráfego de documentos e arquivos digitais. Agora é possível acessar esses documentos consultando-os diretamente na internet, utilizando mecanismos de segurança, como criptografia e assinatura com certificação digital, emitida por uma Autoridade Certificadora credenciada.

Devido a grande demanda de material físico no judiciário, a migração para o ambiente digital é um processo delicado, onde os tribunais optaram em investir na infraestrutura em nuvem, gerando flexibilidade para o acesso remoto a qualquer hora e em qualquer lugar.

NUVEM PARA TODOS

Na atualidade, o uso da “Cloud Computing” torna-se cada vez mais democrática, os serviços que antes obrigavam a presença do cidadão, agora estão disponíveis online. A migração para o ambiente digital no judiciário brasileiro prioriza as soluções de computação em nuvem como sua grande aliada, seja ela Privada, Pública ou Híbrida.

As aplicações de Tecnologia da Informação (TI) fornecidas nos modelos de SaaS (Software como Serviço), PaaS (Plataforma como Serviço) e IaaS (Infraestrutura como Serviço) são fundamentais para inserir as empresas da área pública e privada na era digital, como é o caso do judiciário brasileiro.

A Ustore é uma empresa nacional voltada para computação em nuvem, desenvolve soluções flexíveis e escaláveis e, o melhor de tudo: entrega para o cliente e/ou parceiro o ‘Real Valor da Nuvem’.  Aqui em nosso site, disponibilizamos um meio para você entrar em contato, caso tenha alguma solicitação. Clique aqui para falar conosco! 

Confira também:  Multicloud: uma boa opção para impulsionar seu negócio